Wikipedia

Resultados da pesquisa


"Você não pode ensinar nada a um homem; você pode apenas ajuda-lo a encontrar a resposta dentro dele mesmo."
Galileu Galilei

21 de junho de 2010

MARAVILHOSO SÃO JOÃO

Ele ainda não tinha nascido, e, só de ouvir falar, a Mãe de Jesus estremeceu: porque ia nascer Aquele que batizaria com fogo Jesus, seu primo.
Foi para o deserto, vindo Deus sabe de onde, e vestiu um pedaço de pele de camelo e comia gafanhotos e clamava – porque os caminhos deviam ser endireitados para a chegada do Senhor.
E os homens lhe perguntavam o que deviam fazer – e ele ensinava. Degolaram-no, porém, porque sua boca pregava contra os escandalosos costumes – e dizem que circulou sua cabeça numa bandeja, entre mulheres histéricas de um velho festim.
"Raça de víboras..." tinha ele dito.

Pagãos e cristãos viram prodígios na sua data, que ficou sendo a mesma do solstício – isto é, quando o Sol parece imóvel, fazendo o dia maior daquele lado...
E vieram as festas de fogo e luz: fogueiras no chão, e os homens pisavam no fogo sem se queimar, se estavam sem pecado – e puderam ver, sob uma luz mágica, tudo que ainda está para acontecer.
E vieram as festas de água, porque a água era o veículo do seu poder – e os rios e as fontes levaram as impurezas humanas, e os destinos apareceram escritos nas ondas.

Coisas estranhissímas foram vistas por toda parte: as plantas ficaram bentas, cheias de virtudes, os animais falaram, os homens se comunicaram com o mistério, e o que estava encantado se desencantou.

Tudo é possível, na noite de São João. Entre videntes e magos, os homens podem, nessa noite, organizar a família dos seus sonhos: casar, adotar filhos, irmãos, compadres, toda casta de parentes, tudo pela Lei de São João: "São João dormiu, São Pedro acordou – tu ficas sendo meu marido, que São João Mandou.
"
Mas estará São João dormindo? As crianças dizem que está deitado no céu, com seu carneirinho branco como uma nuvem enrolada a seus pés, e nem ouve sua festa cá embaixo.
Mas esse é o São João das lapinhas, das capelinhas de melão, dos cravos, das rosas e do manjericão.
O outro continua a chamar pelos desertos, a endireitar os caminhos de Deus, a dizer para os Tetrarcas: "Raça de víboras...", mas a murmurar para os Santos: "...eu não sou digno de desatar as correias dos vossos sapatos..."

– Cecília Meireles / publicado pela 1ª vez em "SELEÇÕES" de junho de 1958

0 comentários:


QUEM LÊ SABE MAIS .

05 / 08 / 2010 Arqueólogos encontram complexo subterrâneo em pirâmide no México
http://www.ambientebrasil.com.br/

Um complexo subterrâneo foi localizado sob a pirâmide de Quetzalcoatl, no sítio arqueológico de Teotihuacán, conforme divulgou o Instituto Nacional de Antropologia e História mexicano (INAH).

A construção, composta por um túnel, daria acesso a uma série de galerias sob o templo dedicado a uma das principais divindades astecas, com aspectos de serpente e de pássaro.

Segundo os arqueólogos, a entrada do complexo estaria há 12 metros de profundidade e foram necessários oito meses de escavações para descobri-la.

Os especialistas acreditam que o local pode conter os restos de governantes da antiga cidade no centro do México.

A entrada do túnel teria sido fechada há 1,8 mil anos pelos habitantes e a estrutura é anterior à construção do tempo de Quetzalcoatl. O local recebia oferendas diversas como ornamentos fabricados com conchas, jade, ardósia e obsidianas.

Ao todo, o complexo teria 100 metros de profundidade. Descoberto em 2003 por Sergio Gómez e Julie Gazzola, o complexo só pode ser explorado após sete anos de planejamento e captação de recursos financeiros. A equipe que realizou o trabalho é composta por 30 profissionais.

– (Fonte: G1)

" FRASEANDO "


voltar ao topo