Wikipedia

Resultados da pesquisa


"Você não pode ensinar nada a um homem; você pode apenas ajuda-lo a encontrar a resposta dentro dele mesmo."
Galileu Galilei

8 de novembro de 2009

O PESCADOR

Havia um pescador de uma aldeia que diariamente ia para a beira do rio com a sua vara de pescar e ficava ali pacientemente à espera que um peixe mordesse a linha.
Ou melhor, três peixes.
Porque era sempre depois de apanhados três peixes que abandonava o local e se dirigia tranquilamente à pequena casa onde vivia com a mulher e um filho pequeno.
Aquele comportamento quase se tornara um ritual e muito se comentava na aldeia.
Reinava a estranheza.
Um dia, chegou um turista e do seu dia-a-dia começou a fazer parte um passeio à beira do tal rio.
Uma, duas, três, muitas vezes, ele ali se deteve a observar o pescador solitário, acabando por puxar conversa com ele.
– "Você desculpe, mas... há vários dias que conheço o seu estranho hábito. Quer dizer... você pesca exatamente sempre três peixes, e depois vai embora."
– "O que queria o senhor que eu ficasse a fazer aqui."
– "Esperasse que outros peixes mordessem o anzol."
– "Mas eu só preciso de três peixes. Somos três bocas lá em casa."
– "E nunca pensou em pescar mais peixes."
– "Para quê?"
– "Para vender e poder comprar redes e um barco."
– "Para quê?"
– "Para comprar uma casa maior e depois talvez outro barco e pôr pessoal à trabalhar para você."
– "Mas para quê?"
– "Para ter outras coisas, ser muito rico, fazer aquilo de que gosta...".
– "Aquilo de que gosto? Mas o que eu gosto é de pescar!"

Maria Emília Moura , Em Diário de Notícias, Lisboa – Seleções / abril de 1985

0 comentários:


QUEM LÊ SABE MAIS .

05 / 08 / 2010 Arqueólogos encontram complexo subterrâneo em pirâmide no México
http://www.ambientebrasil.com.br/

Um complexo subterrâneo foi localizado sob a pirâmide de Quetzalcoatl, no sítio arqueológico de Teotihuacán, conforme divulgou o Instituto Nacional de Antropologia e História mexicano (INAH).

A construção, composta por um túnel, daria acesso a uma série de galerias sob o templo dedicado a uma das principais divindades astecas, com aspectos de serpente e de pássaro.

Segundo os arqueólogos, a entrada do complexo estaria há 12 metros de profundidade e foram necessários oito meses de escavações para descobri-la.

Os especialistas acreditam que o local pode conter os restos de governantes da antiga cidade no centro do México.

A entrada do túnel teria sido fechada há 1,8 mil anos pelos habitantes e a estrutura é anterior à construção do tempo de Quetzalcoatl. O local recebia oferendas diversas como ornamentos fabricados com conchas, jade, ardósia e obsidianas.

Ao todo, o complexo teria 100 metros de profundidade. Descoberto em 2003 por Sergio Gómez e Julie Gazzola, o complexo só pode ser explorado após sete anos de planejamento e captação de recursos financeiros. A equipe que realizou o trabalho é composta por 30 profissionais.

– (Fonte: G1)

" FRASEANDO "


voltar ao topo