Wikipedia

Resultados da pesquisa


"Você não pode ensinar nada a um homem; você pode apenas ajuda-lo a encontrar a resposta dentro dele mesmo."
Galileu Galilei

30 de dezembro de 2009

O CAÇADOR E O URSO

Em apertos de dinheiro, um caçador vendeu a pele de um urso que devia matar por aqueles dias, pois tinha descoberto o seu covil, e tudo preparado para tão importante caçada. Comido o dinheiro, o caçador se descuidava da promessa, e só por fim, cedendo a muitas instâncias do comprador, foi à caça. Levava uma espingarda de dois canos, uma boa faca, enfim todo o petrecho; não levava porém o mais indispensável, ânimo. Aparece o urso; o homem põe‐se a tremer como varas verdes; o urso aproxima‐se com majestoso vagar, O nosso homem tinha ouvido que essa fera não toca em corpos mortos; deixa‐se pois cair, inteiriça‐se todo, faz‐se morto; e na verdade; com o medo está mais morto do que vivo. O urso encosta‐lhe o focinho, cheira‐o, revolve‐o, e supondo‐o inanimado, retira‐se. O comprador, que viera para assistir à caçada, e que tudo vira de lugar seguro, chegou‐se para o morto, e escarnecendo lhe pergunta. "Então, meu tratante, o que te disse o urso, quando te falou ao ouvido?" O outro cobrando alento, respondeu: "Disse me e eu lhe acho razão, que não se deve comprar a pele do urso antes de o ver morto."

MORALIDADE. ‐ Mostra essa fábula que nunca devemos prometer o que ainda não
está em nossas mãos, e que pois não podemos dar.
Fábulas (imitadas de Esopo e La Fontaine)
http://www.ebooksbrasil.org/

0 comentários:


QUEM LÊ SABE MAIS .

05 / 08 / 2010 Arqueólogos encontram complexo subterrâneo em pirâmide no México
http://www.ambientebrasil.com.br/

Um complexo subterrâneo foi localizado sob a pirâmide de Quetzalcoatl, no sítio arqueológico de Teotihuacán, conforme divulgou o Instituto Nacional de Antropologia e História mexicano (INAH).

A construção, composta por um túnel, daria acesso a uma série de galerias sob o templo dedicado a uma das principais divindades astecas, com aspectos de serpente e de pássaro.

Segundo os arqueólogos, a entrada do complexo estaria há 12 metros de profundidade e foram necessários oito meses de escavações para descobri-la.

Os especialistas acreditam que o local pode conter os restos de governantes da antiga cidade no centro do México.

A entrada do túnel teria sido fechada há 1,8 mil anos pelos habitantes e a estrutura é anterior à construção do tempo de Quetzalcoatl. O local recebia oferendas diversas como ornamentos fabricados com conchas, jade, ardósia e obsidianas.

Ao todo, o complexo teria 100 metros de profundidade. Descoberto em 2003 por Sergio Gómez e Julie Gazzola, o complexo só pode ser explorado após sete anos de planejamento e captação de recursos financeiros. A equipe que realizou o trabalho é composta por 30 profissionais.

– (Fonte: G1)

" FRASEANDO "


voltar ao topo