Wikipedia

Resultados da pesquisa


"Você não pode ensinar nada a um homem; você pode apenas ajuda-lo a encontrar a resposta dentro dele mesmo."
Galileu Galilei

27 de janeiro de 2010

VESTIDO PARA REINAR

por Pearson Phillips

O terno era digno de um príncipe, mas não me ficava bem.

Eu tinha que escrever um artigo sobre o guarda roupa do príncipe Charles. Concluí que a melhor maneira de obter informações acerca de tão divertido tópico seria falar com o alfaiate real e , para tanto, nada melhor que mandar fazer um terno.
O local era uma daquelas lojas pequenas, escuras, apaineladas de lambris de madeira que ficam na zona norte de Picadilly. Para entrar era necessário abrir caminho por entre os brasões da maior parte das famílias reais da Europa. Ali os pais levavam seus filhos, que por sua vez apresentavam os seus. Certamente o duque de Edimburgo também troxera o príncipe Charles.
O pessoal da loja obviamente não estava habituado a receber pessoas como eu, sem qualquer tipo de fidalguia, mas, com os ventos gelados da recessão que se faziam sentir no ramo, eles passavam a atender a qualquer um, desde que parecesse possuir libras, os dólares ou ienes necessários.
Escolhi um tecido azul-escuro de riscas. As provas decorreram esplendidamente. Enquanto manuseavam a fita métrica e o giz, comecei a falar sobre alguns mexericos relacionados com os ombros caídos e a fundura dos bolsos reais, que eram de fato o verdadeiro motivo de minha visita.
Mas, de repente, as coisas começaram a correr mal. Era a prova final das calças. Tinham sido feitos os últimos ajustes. A suavidade exótica do tecido deveria encobrir as angularidades habituais de minha estrutura inferior num agradável amplexo, só que tal coisa não acontecia. As pernas estavam obviamente compridas demais, os fundilhos, exageradamente fartos, e na cintura sobrava pano como o diabo.
Imagine o pandemônio na sala de provas. O segundo alfaiate chamou o primeiro, que mandou chamar o alfaiate chefe. Apareceu um homem que parecia e se comportava como um cirurgião, o qual requisitou "os apontamentos".
Foi então que um dos alfaiates de lá deu uma palmada na testa, revelando ter-se dado conta de algo extremamente importante. Meteu a cabeça fora da cabine de provas e gritou para o corredor: "Eu pedi as calças de Mr. Phillips, não as do príncipe Philip."
Enquanto eu, horrorizado, despia correndo as calças reais, o costureiro-chefe permitiu-se uma gracinha.
"Pelo menos isso mostrou seu bom gosto."
Percebo que, de vez em quando, o duque ainda veste o nosso terno.

– condensado de The Times (11/nov/1987) - seleções - set/92

0 comentários:


QUEM LÊ SABE MAIS .

05 / 08 / 2010 Arqueólogos encontram complexo subterrâneo em pirâmide no México
http://www.ambientebrasil.com.br/

Um complexo subterrâneo foi localizado sob a pirâmide de Quetzalcoatl, no sítio arqueológico de Teotihuacán, conforme divulgou o Instituto Nacional de Antropologia e História mexicano (INAH).

A construção, composta por um túnel, daria acesso a uma série de galerias sob o templo dedicado a uma das principais divindades astecas, com aspectos de serpente e de pássaro.

Segundo os arqueólogos, a entrada do complexo estaria há 12 metros de profundidade e foram necessários oito meses de escavações para descobri-la.

Os especialistas acreditam que o local pode conter os restos de governantes da antiga cidade no centro do México.

A entrada do túnel teria sido fechada há 1,8 mil anos pelos habitantes e a estrutura é anterior à construção do tempo de Quetzalcoatl. O local recebia oferendas diversas como ornamentos fabricados com conchas, jade, ardósia e obsidianas.

Ao todo, o complexo teria 100 metros de profundidade. Descoberto em 2003 por Sergio Gómez e Julie Gazzola, o complexo só pode ser explorado após sete anos de planejamento e captação de recursos financeiros. A equipe que realizou o trabalho é composta por 30 profissionais.

– (Fonte: G1)

" FRASEANDO "


voltar ao topo