Wikipedia

Resultados da pesquisa


"Você não pode ensinar nada a um homem; você pode apenas ajuda-lo a encontrar a resposta dentro dele mesmo."
Galileu Galilei

26 de maio de 2010

O DRAMA DO SAPO

Num entardecer, encontrava-se
um sapo alimentando-se com todo inseto que
se encontrasse em seu caminho quando,
de repente, ao observar um grande e robusto
que andava por ali, pensou: "Esta é a minha vez!
Dar-me-ei um opíparo banquete!"

E dando dois ou três saltos,
cumprindo seu intento, quis engoli-lo de um
bocado, mas como o bicho era maior
que sua garganta, engasgou-se.
Em vão fez esforços por engoli-lo, pois o inseto,
que tinha um bom ferrão e patas de serrote,
começou com toda fúria
a espetar-lhe a língua e a estragar o paladar.
Mas o sapo, obstinado, não quis soltar
a presa, e, depois de um desesperado esforço,
conseguiu engoli-lo.
Quase em seguida, via-se o sapo fazer
movimentos pouco habituais nele: dava saltos,
caía de costas, retorcia-se e revirava os olhos,
denotando um sofrimento atroz.
Enquanto isso, o bicho continuava espetando-o
por dentro...até que, finalmente, em
violentas contorções, o sapo preferiu devolvê-lo
por onde havia entrado.
O inseto estava intato e, tão logo
se sentiu livre, subiu sobre uma pequena pedra
para secar-se. Dolorido e mal-humorado,
o sapo o fitara com rancor até que
decidiu regressar à sua cova e ficar quieto.

Isto é o que acontece aos que dão cabida
em suas mentes a algum pensamento estranho.
Depois custa livrar-se dele, e, se
o conseguem, não deixam por isto de sofrer as
consequências de seus terríveis e
venenosos alfinetaços.

– REVISTA LOGOSOFIA - Nº 1 - ANO 1 - http://www.logosofia.org.br/

0 comentários:


QUEM LÊ SABE MAIS .

05 / 08 / 2010 Arqueólogos encontram complexo subterrâneo em pirâmide no México
http://www.ambientebrasil.com.br/

Um complexo subterrâneo foi localizado sob a pirâmide de Quetzalcoatl, no sítio arqueológico de Teotihuacán, conforme divulgou o Instituto Nacional de Antropologia e História mexicano (INAH).

A construção, composta por um túnel, daria acesso a uma série de galerias sob o templo dedicado a uma das principais divindades astecas, com aspectos de serpente e de pássaro.

Segundo os arqueólogos, a entrada do complexo estaria há 12 metros de profundidade e foram necessários oito meses de escavações para descobri-la.

Os especialistas acreditam que o local pode conter os restos de governantes da antiga cidade no centro do México.

A entrada do túnel teria sido fechada há 1,8 mil anos pelos habitantes e a estrutura é anterior à construção do tempo de Quetzalcoatl. O local recebia oferendas diversas como ornamentos fabricados com conchas, jade, ardósia e obsidianas.

Ao todo, o complexo teria 100 metros de profundidade. Descoberto em 2003 por Sergio Gómez e Julie Gazzola, o complexo só pode ser explorado após sete anos de planejamento e captação de recursos financeiros. A equipe que realizou o trabalho é composta por 30 profissionais.

– (Fonte: G1)

" FRASEANDO "


voltar ao topo