Wikipedia

Resultados da pesquisa


"Você não pode ensinar nada a um homem; você pode apenas ajuda-lo a encontrar a resposta dentro dele mesmo."
Galileu Galilei

22 de maio de 2010

SOM E ILUSÃO

Gosto de mil sons
diferentes:
Graves, médios, agudos
e comoventes.
Em cada um deles sinto
no coração
Um imenso prazer e uma
nova emoção.

Gosto da algazarra da
criança,
Da música que não se
cansa,
Do roncar nervoso dos
motores,
Dos automóveis, aviões
ou tratores.

Gosto do apito do trem,
Do som das ondas, no
vai e vem;
Do relógio, o tic-tac
ritmado,
Do juriti, o cantar
chorado.

Gosto das águas, o
murmurejo,
Das melodias do velho
realejo,
da mulher apaixonada
que canta,
Da voz da minha mãe
que é santa.

Gosto de mil sons
diferentes:
Graves, médios, agudos
e comoventes
Mas gosto muito mais
Do que todos sons
universais,

Nas tardes ensolaradas,
Nas ruas e nas calçadas,
Nas noites, jardins ou
salões,
Desse som que cria
ilusões.

Gosto muito e disso me
faço arauto;
Gosto muito mais,
acredite quem quiser
o toc-toc do salto alto
Do sapato de uma
mulher...

– Ivaldo Crivelli / JC Bauru

0 comentários:


QUEM LÊ SABE MAIS .

05 / 08 / 2010 Arqueólogos encontram complexo subterrâneo em pirâmide no México
http://www.ambientebrasil.com.br/

Um complexo subterrâneo foi localizado sob a pirâmide de Quetzalcoatl, no sítio arqueológico de Teotihuacán, conforme divulgou o Instituto Nacional de Antropologia e História mexicano (INAH).

A construção, composta por um túnel, daria acesso a uma série de galerias sob o templo dedicado a uma das principais divindades astecas, com aspectos de serpente e de pássaro.

Segundo os arqueólogos, a entrada do complexo estaria há 12 metros de profundidade e foram necessários oito meses de escavações para descobri-la.

Os especialistas acreditam que o local pode conter os restos de governantes da antiga cidade no centro do México.

A entrada do túnel teria sido fechada há 1,8 mil anos pelos habitantes e a estrutura é anterior à construção do tempo de Quetzalcoatl. O local recebia oferendas diversas como ornamentos fabricados com conchas, jade, ardósia e obsidianas.

Ao todo, o complexo teria 100 metros de profundidade. Descoberto em 2003 por Sergio Gómez e Julie Gazzola, o complexo só pode ser explorado após sete anos de planejamento e captação de recursos financeiros. A equipe que realizou o trabalho é composta por 30 profissionais.

– (Fonte: G1)

" FRASEANDO "


voltar ao topo