Wikipedia

Resultados da pesquisa


"Você não pode ensinar nada a um homem; você pode apenas ajuda-lo a encontrar a resposta dentro dele mesmo."
Galileu Galilei

15 de janeiro de 2010

CORRIDA DE CANOAS

Por João Moreira
A canoa é mais que um meio de transporte, a canoa é o sustento de muitas famílias que vivem no litoral brasileiro. Muito usada por caiçaras e pescadores artesanais e feita de "um pau só", a canoa é mais uma das manifestações culturais que estão desaparecendo nos dias atuais, não só pela modernidade mas também por leis ambientais que restringem a extração da madeira para sua confecção.
A tradicional corrida das canoas de Ubatuba surgiu em 1957, quando pescadores conversavam parados no mar e um deles propôs a disputar até a praia, "pra molhar a guela no armazém do jaca", dando assim início a uma das muitas tradições de Ubatuba. Pouco tempo depois a notícia se espalhou entre os pescadores e dois meses depois acontecia a primeira corrida de canoas de Ubatuba, onde a canoa vencedora foi a Maria Comprida, com 9,20m e que se encontra hoje em exposição no casarão da Fundart.
A tradicional corrida de canoas quase deixou de existir, mas foi resgatada há 13 anos pelo estudioso da cultura caiçara Nei Martins, que buscava trazer de volta as raízes de um povo não deixando que a cultura e as tradições se perdessem com o tempo.
– Ubatuba em revista - ano 1 nº 1 - 30/06/09
http://www.ubatubaemrevista.com.br/

0 comentários:


QUEM LÊ SABE MAIS .

05 / 08 / 2010 Arqueólogos encontram complexo subterrâneo em pirâmide no México
http://www.ambientebrasil.com.br/

Um complexo subterrâneo foi localizado sob a pirâmide de Quetzalcoatl, no sítio arqueológico de Teotihuacán, conforme divulgou o Instituto Nacional de Antropologia e História mexicano (INAH).

A construção, composta por um túnel, daria acesso a uma série de galerias sob o templo dedicado a uma das principais divindades astecas, com aspectos de serpente e de pássaro.

Segundo os arqueólogos, a entrada do complexo estaria há 12 metros de profundidade e foram necessários oito meses de escavações para descobri-la.

Os especialistas acreditam que o local pode conter os restos de governantes da antiga cidade no centro do México.

A entrada do túnel teria sido fechada há 1,8 mil anos pelos habitantes e a estrutura é anterior à construção do tempo de Quetzalcoatl. O local recebia oferendas diversas como ornamentos fabricados com conchas, jade, ardósia e obsidianas.

Ao todo, o complexo teria 100 metros de profundidade. Descoberto em 2003 por Sergio Gómez e Julie Gazzola, o complexo só pode ser explorado após sete anos de planejamento e captação de recursos financeiros. A equipe que realizou o trabalho é composta por 30 profissionais.

– (Fonte: G1)

" FRASEANDO "


voltar ao topo