Wikipedia

Resultados da pesquisa


"Você não pode ensinar nada a um homem; você pode apenas ajuda-lo a encontrar a resposta dentro dele mesmo."
Galileu Galilei

11 de agosto de 2010

MODOS DE SER BRASILEIRO

Acertar passarinho com laranja chupada. Decorar escalações de times de 20 anos atrás. Ler poemas para a namorada. Molhar pão na sopa. Beber chope morno em copo de plástico sem reclamar. Tirar espinho do pé com alfinete. Passar duas horas numa livraria, sair com as mãos vazias e mil histórias na imaginação. Pagar a conta mais antiga no dia em que chega a mais nova. Subir o morro de madrugada para ver o sol nascer. Contar os segundos entre o relâmpago e o trovão para saber a distância. Molhar os pés no riacho. Aprender a dormir no ônibus e acordar uma parada antes. Ficar doidão sem perder o juízo. Escrever certas coisas e nunca mostrar a ninguém. Impedir que experiência e entusiasmo se tornem antônimos. Colecionar nuvens engraçadas. Emborcar besouros e ir embora. Na hora do TSE, tirar o som e olhar os candidatos nos olhos. Dizer com licença, desculpe, por favor, muito obrigado. Saber tomar um porre sem aborrecer ninguém. Designar tarefas, explicar antes, cobrar depois. Deixar que os velhos e as crianças conversem em paz. Ir a pé para economizar os trocados do ônibus.
Sentar bem na frente para ver o filme antes dos outros. Ensinar os filhos a rezar e a tomar a bênção. Não ter medo de pensar em nada. Ver alguém dormindo com frio, cobri-lo e ir embora. Descascar laranja sem partir a espiral. Fazer em um só dia uma amizade que acaba durando a vida toda. Procurar tesouros enterrados. Praticar tiro-ao-alvo com bodoque e lagartixa. Botar bombril na antena da TV. Procurar dançar sempre no miolo do salão. Todo aniversário ficar de pé junto à parede e marcar a altura. Procurar discos voadores até ser capaz de jurar que viu um. Jogar bola com o cachorro. Empilhar moedas por ordem de tamanho. Jogar damas com tampas de garrafa. Fazer promessas a torto e a direito e pagá-las todas. Assar castanhas na brasa. Ter um número da sorte. Inventar apelidos para os conhecidos. Durante as férias ler os livros da próxima série para ir se preparando. Desembarcar sozinho na rodoviária de uma cidade sem conhecer ninguém. Saber andar a cavalo e de bicicleta. Fazer a barba antes da idade para que venha logo. Ter um santo de
devoção e não contar pra ninguém. Adormecer pensando em despesas mas acordar novinho em folha. Nadar, nadar, e correr na praia. Virar a noite para entregar um trabalho no prazo. Acertar um contrato “de boca” e cumpri-lo em cada detalhe. Fazer um curso noturno pensando em daqui a dez anos. Assar na chapa o pão francês de ontem. De meia em meia hora dar uma volta na casa apagando luzes desnecessárias. Pagar bem um trabalho bem feito, e fazer bem um trabalho bem pago. Consertar e manter na ativa um eletrodoméstico até que ele morra de morte natural. Saber quando é hora de desistir por enquanto. Passar uma noite em claro com uma criança com febre. Aprender a dobrar lençol sozinho e a cortar as unhas da mão direita.
Tratar outra pessoa como se fosse você, tratar um bicho como se fosse uma pessoa, tratar uma planta como se fosse um bicho, tratar uma coisa como se fosse uma planta. Praticar estas ações, e todas as demais, nos círculos concêntricos do coração do Brasil: sua cidade, seu bairro, sua rua, sua casa.

– Braulio Tavares - escritor e compositor, estudou cinema na Escola Superior de Cinema da Universidade Católica de Minas Gerais. Pesquisador de literatura fantástica, compilou a primeira bibliografia do gênero na literatura brasileira: Fantastic, fantasy and Science literature catalog. É autor de A máquina voadora, Contos fantásticos no labirinto de Borges, entre outros.

– LEITURASCOMPARTILHADAS / ANO 6 / FASCÍCULO ESPECIAL / LEITURA AMPLA - ANO 2 / http://www.leiabrasil.org.br

0 comentários:


QUEM LÊ SABE MAIS .

05 / 08 / 2010 Arqueólogos encontram complexo subterrâneo em pirâmide no México
http://www.ambientebrasil.com.br/

Um complexo subterrâneo foi localizado sob a pirâmide de Quetzalcoatl, no sítio arqueológico de Teotihuacán, conforme divulgou o Instituto Nacional de Antropologia e História mexicano (INAH).

A construção, composta por um túnel, daria acesso a uma série de galerias sob o templo dedicado a uma das principais divindades astecas, com aspectos de serpente e de pássaro.

Segundo os arqueólogos, a entrada do complexo estaria há 12 metros de profundidade e foram necessários oito meses de escavações para descobri-la.

Os especialistas acreditam que o local pode conter os restos de governantes da antiga cidade no centro do México.

A entrada do túnel teria sido fechada há 1,8 mil anos pelos habitantes e a estrutura é anterior à construção do tempo de Quetzalcoatl. O local recebia oferendas diversas como ornamentos fabricados com conchas, jade, ardósia e obsidianas.

Ao todo, o complexo teria 100 metros de profundidade. Descoberto em 2003 por Sergio Gómez e Julie Gazzola, o complexo só pode ser explorado após sete anos de planejamento e captação de recursos financeiros. A equipe que realizou o trabalho é composta por 30 profissionais.

– (Fonte: G1)

" FRASEANDO "


voltar ao topo